O QUE ROLA NA QUEBRADA?

07/04/2022 às 10h40

Respeita as minas!

Por Lucidalva Azevedo

 

Você, certamente, já participou de projetos bem legais na escola, não é?

Há professores que se juntam com os estudantes e elaboram ações muito transformadoras dentro da escola. Olha só este projeto que incrível:

Sou atriz, artista e educadora, atuo no núcleo de pesquisa e criação de dramaturgia feminina da Escola de Artes Dramáticas e sou a feliz co-fundadora da coletiva CFE – Consciência Feminina na escola, que nasceu dentro dos muros da EMEF Padre José Pegoraro onde atua desde 2010. Faço da Arte meu lazer e ofício.

Conto para vocês, rapidamente, como surgiu o projeto CFE:

A motivação nasceu de uma dinâmica não  muito comum no âmbito escolar. Em março de 2019, algumas estudantes do 9° ano apresentaram uma proposta para ações feministas na escola.

Realizamos todas as intervenções para que o projeto atingisse o necessário dentro do espaço escolar e além.

Cs16

Algumas ações:

2019

Intervenção no banheiro feminino da escola: Para dar o pontapé inicial ao projeto, a proposta das estudantes foi fazer uma intervenção no banheiro feminino das alunas. Dessa forma, fizeram kits com itens de higiene feminina e escreveram mensagens de motivação e autoestima

Cs14

         Logotipo: Criação do logotipo do Projeto.

Cs13

 

         2020

“Dia Internacional das Mulheres, Dia de luto, Dia de luta!”:

Em comemoração à data, as estudantes, em sinal de luto pelas mulheres que sofrem ou sofreram violência de toda espécie, sugeriram que toda a  comunidade escolar vestisse alguma peça de roupa preta.

Quantas ações foram desenvolvidas, e isso é muito importante. O projeto Consciência Feminina na Escola (CFE) foi vencedor do prêmio Criativos da Escola 2021, o que muito nos orgulhou.

Se você quiser saber um pouco mais sobre esse projeto, é só clicar no link abaixo

 Link de acesso: https://criativosdaescola.com.br/desafio/grupos-premiados/?ano=2021

Cs12

Lucidalva Azevedo  é professora da Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Atua na EMEF Padre José, onde  desenvolve um trabalho junto com as alunas do fundamental II à respeito de Consciência Feminina na Escola (CFE).

 

por Turma do NAAPA

COMENTÁRIOS

( 1 comentário )

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome e Sobrenome são inválidos.
No mínimo 10 e no máximo 500 caracteres.

Ver mais comentários