SE LIGA!

Como se divertir, cuidando de si e do outro

Publicado em: 15/10/2021 às 10h50
Mp1

Por Glaucia Aparecida de Oliveira

 

Eu sei cuidar do mundo

Salve, juventudes!

Espero que vocês estejam alertas.

O que tem pra se divertir aí na sua quebrada?

Mp1

Neste momento em que mudanças sociais são urgentes, as juventudes podem provocar transformações por meio de suas formas de existir no mundo. Uma delas é o funk, forma de lazer e resistência das juventudes periféricas. Ainda que o momento exija cuidados rigorosos quanto aos protocolos de saúde, a galera tem se articulado, utilizando diversas formas para que a cultura do funk não seja silenciada.

 

Mp2

O dia 11 de agosto foi instituindo pela ONU (Organização das Nações Unidas), em 1999, como Dia Internacional da Juventude.

Em 2021 percebemos diversas formas de viver esta fase da vida, hoje chamada ”juventudes”, com todas as suas diferenças, transformações, criatividade e dificuldades enfrentadas… e o funk é uma das formas de expressão das juventudes de agora.

Você pode saber mais sobre este assunto, e assistir ao vídeo com o registro da intervenção de uma galera sobre esse assunto. Foi antes da pandemia de Covid-19, mas vale a pena dar atenção e respeito.

#JUVENTUDECOMDIREITOS – AQUI VIVE O FUNK. São Paulo. AÇÃO EDUCATIVA, 2017. 1 vídeo (2:31).

Disponível em : https://www.youtube.com/watch?v=7CKjS5INX9U. Acesso em: 23 ago. 2021.

Glaucia Aparecida de Oliveira- DRE São Miguel Paulista

Imagem39
08/11/2021 às 12h28

Transformando talento em ação

Por Ednalva Cardia O Matheus, tem um canal no YouTube onde expõe suas animações. Legal, né? Então, bora lá conhecer […]

Imagem 3 Experiências
03/07/2022 às 15h17

A descoberta dos sentimentos na juventude

Por NAAPA/BT e Serviço de Medida Socioeducativa em Meio Aberto – Vila Sônia    Alguns estudantes de nossas unidades escolares […]

Poesia
17/02/2022 às 15h44

Poesia dando voz às juventudes

Por Tatiane Affonso Gimenes, Letícia Lopes de Carvalho e Roberta Praxedes Fala, galera! Se liga nesses materiais maneiros desenvolvidos pelas […]