PARA QUEM CUIDA

Comida de verdade: saúde e consciência se põem à mesa

Publicado em: 13/12/2021 às 16h12
Iplegumes

Por Vanessa Aguilera e Renata Renata Del Tedesco 

Você sabe o que significa estar em insegurança alimentar? Segundo a Lei de Segurança Alimentar e Nutricional sancionada em setembro de 2006, “a segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais” isso significa que uma pessoa está em situação de insegurança alimentar quando deixa de consumir alimentos importantes que atenda a todas as necessidades nutricionais recomendadas para a fase do desenvolvimento na qual se encontra, ou seja,  quando essa pessoa não tem acesso físico, econômico, social e cultural a recursos que garantam acesso com regularidade e permanência uma alimentação segura adequada.

Durante a pandemia de COVID 19 a insegurança alimentar alcançou proporções alarmantes. Segundo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar realizado entre novembro e dezembro de 2020 pela Rede PENSSAN (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar) 52,2% dos domicílios de diversas regiões brasileiras estavam em situação de insegurança alimentar. Ou seja, mais da metade dos lares do nosso país

Ipiranga2

Preocupados com essa situação e em como poderiam contribuir para minimizar o problema, o professor Ormuz S. Sanches Júnior e as professoras Carolina Lobrigato e Bárbara Nicocelli desenvolveram um projeto interdisciplinar com os estudantes do ensino fundamental II da EMEF Altino Arantes, localizada na Vila Elze (SP), visando a conscientização, a defesa e a promoção do direito humano à alimentação. Foram realizadas oficinas, debates, experimentações, preparos culinários, dentre muitas outras atividades que inclusive renderam um Projeto de Lei, proposto através da participação no Parlamento Jovem 2021.

No vídeo abaixo o professor Ormuz nos conta um pouquinho sobre a experiência

Ipiranga3

O start do projeto deu-se por meio da ampla divulgação através das Redes Sociais da escola da distribuição das cestas saudáveis, fornecidas pela Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Educação (SME) aos estudantes da rede. Incluindo a criação de banners e um spot produzido pelos estudantes.

O projeto contou com oficinas de desenhos de observação, desafio de identificação de alimentos, montagem de um prato saudável, produção de cartazes – Manifesto da Comida de Verdade, articulação com projeto Horta Escolar, produção de um mural virtual através da ferramenta Padlet, entre muitas outras atividades. Confira abaixo algumas fotos do trabalho.

Ipiranga4 Ipiranga5 Ipiranga6 Ipiranga7 Ipiranga8 Ipiranga9

A despeito das dificuldades impostas pela COVID 19 e todos os protocolos sanitários que se fizeram necessários para o retorno presencial, a exemplo da EMEF Altino Arantes, é fundamental que sigamos comprometidos com a escola pública de qualidade. 

Se você quiser saber mais sobre o projeto, clique no link abaixo:

https://599c0708-1b3c-4853-9f33-b75c8b6dab10.filesusr.com/ugd/432f07_fa20fcccc725425e903704da392fc34e.pdf

Ipirangarenata

Renata Del Tedesco Curral, psicóloga escolar do NAAPA DRE IP

Ipirangavanessa

Vanessa Aguilera, psicopedagoga institucional do NAAPA DRE IP

 

 

Ações4
04/02/2022 às 10h17

A potência do coletivo

Por Juliana Carvalhar e Rejani Perasolo – Equipe NAAPA – DRE Itaquera   Fomos assolados pela Pandemia do Coronavírus e, […]

Estudante Juan Pablo
19/01/2022 às 11h02

A arte em ação

Por equipe NAAPA – DRE Penha   Sabemos o quanto o espaço da escola pode ser solitário para alguns estudantes, […]

Sm
08/11/2021 às 10h12

Nós, os fazedores de coisas

Por Ainá Agata Tavares Somos naturalmente fazedores de coisas. Muitas vezes, são tantas as que fazemos, que acabamos nos esquecendo […]