SE LIGA!

Esmalte ultra violeta com glitter

Publicado em: 26/05/2022 às 15h33

 Por Adriana Daleffi e Regina Lopes de Lima Baldi

Hoje gostaríamos de bater um papo com vocês sobre sonhos e projetos de vidas. E, para isso, nos inspiramos na história de Maria, uma estudante que, apesar da pouca idade, nos ensina um montão de coisas sobre a vida, os afetos, a autoestima e as diferenças, dentre tantas outras coisas.

Às vezes, diante de tantas asperezas da vida, nossos sonhos vão se perdendo no caminho, mas, por outro lado, vamos encontrando pessoas e lugares que acendem aquela luzinha de esperança dentro da gente e nos fazem ascender… Aí, quando menos esperamos, começamos a construir nossos projetos de vida. E, para isso, muitas vezes, contamos com a ajuda de amigos e professores. Afinal, qual um dos melhores lugares para encontrarmos pessoas tão especiais, onde podemos vivenciar aprendizagens significativas e transformadoras em nossas vidas? Apostamos que você pensou também na escola, não é? Pois é… Nós também acreditamos que ela, a escola, com todos os seus atores, nos ajuda a ter consciência de nossas diferenças e, também por isso, de nossa individualidade e de nossas potências. Pelo menos foi assim com a Maria, que contou com uma rede de apoio (Educação, Assistência Social e Saúde, entre outros) para apoiá-la em seu processo de autoconhecimento.

Mesmo que tardiamente, ela encontrou lugares que a acolheu com muito carinho e uma escola que fortaleceu o seu sentimento de pertencimento.

Se contássemos toda a história dela, certamente seriam necessários muitos e muitos lenços para dar conta de tantas lágrimas que, provavelmente, derramaríamos. No entanto, após conhecê-la, percebemos que nem teríamos tempo de sentir muita tristeza, e, ao invés, de lenços, encheríamos baldes e mais baldes de pipoca para acompanhá-la em suas aventuras,  pois ela, com toda sua inteireza, se agarrou naquela luzinha de esperança, passou seu ‘esmalte ultra violeta com glitter’ e foi para a vida.

 

“Sou aquela que…

Às vezes bonita por fora e feia por dentro

Ou que, após um elogio,

Sente-se linda e perfeita.

Pensar e sonhar com a chegada dos sábados

Quando posso voltar ao seio da família

Sentir-me acolhida

Tirar fotos, mexer no Facebook, usar maquiagem,

Ah! Unhas pintadas… Ultravioleta com glitter

Dançar, ouvir músicas, desenhar…

Tantas coisas me esperam fora daqui

Sonhos que ainda não realizei

Quero estudar, me formar

Talvez ser uma médica

Uma pessoa autônoma

Aquela que cuida do outro

Momentos de sofrimento que me ensinaram lições.

Lições que vou levar para a vida

Carrego marcas, cicatrizes,

Que mostram a minha força, a minha resistência,

O tamanho da minha luta.

Já me prejudiquei bastante

Agora quero fazer o melhor pra mim

Quero recomeçar

Experimentar coisas novas

Penso em momentos felizes e tristes

Sinto raiva, ciúmes, medos e saudades

Saudade do que vivi… De momentos inesquecíveis

Sou ainda muito indecisa,

Ainda preciso de ajuda

Ajuda para enfrentar meus medos

Ajuda para seguir meus sonhos

Ajuda pra me reerguer!!!

Ahhh! E um dia, quem sabe, me casar, ter filhos…

E continuar sendo feliz de outras maneiras!!!”

 

Imagem da capa: Pixabay

Adriana Daleffi – Professora – Fund. I e Fund. II LP.

Regina Lopes de Lima Baldi – Coordenadora do NAAPA – DRE Guaianases.

 

Sergio Vaz
07/06/2022 às 11h55

Poesia contra a violência

Por Giovanna Santos   E aí? Bora de poesia? A Quebrada de lá e de cá, geral se liga nesse […]

Direito à acessibilidade e à equidade
28/03/2022 às 12h28

Direito à acessibilidade e à equidade

Por Paulo Henrique de Oliveira Pequeno O movimento mundial pela educação inclusiva é uma ação política, cultural, social e pedagógica, […]

Ip1
15/10/2021 às 11h56

Nós não somos os donos do mundo

Por Renata Del Tedesco Cuidar de si é uma forma de cuidar do outro também Você já parou para pensar […]