SE LIGA!

Nós não nascemos violentos

Publicado em: 16/02/2022 às 17h41
Bullying Jt

Por Simone Guedes e Marcela Sacomam

Você já parou pra pensar porque rola tanta violência em nosso cotidiano? Nenhum de nós veio ao mundo sabendo ou com vontade de sair agredindo todo mundo. Esse é um comportamento aprendido. Por exemplo: Em nossa cultura, muita gente acha que os meninos devem responder às provocações sempre com violência e nunca devem levar desaforo pra casa. Daí que para rolar uma violência física é só um passo. Muitas vezes essa violência pode vir através de situações tidas como “brincadeirinhas” repetidas e que a melhor forma para lidar com isso é deixar pra lá, pois uma hora vão parar de te amolar. Essas brincadeirinhas que vem através de xingamentos, tapinhas na cabeça, ataques com bolinhas de papel, rasteiras etc e que acontecem entre pessoas da mesma idade e de forma repetitiva, se chama BULLYING.

Bullying Jt

 

Já as meninas, não é tão comum reagirem a uma violência espancando outra pessoa. Mas, muitas vezes, humilham umas às outras, fazem chantagens. Isso pode acontecer através das redes sociais. Você já viu, ou conhece alguém que já passou pela experiência de abrir suas redes sociais e encontrar postagens com xingamentos e provocações? Já cancelou ou foi cancelado por alguém? Provavelmente você se sentiu mal ou com medo Essa situação acontece com meninos e meninas, independente da idade. E é chamada de CYBERBULLYING, ou seja, Cyberbullying é bullying virtual. Ainda mais cruel que o bullying, pois, em alguns casos, é bem difícil identificar a origem do xingamento, pois as pessoas criam perfis falsos não dando pra identificar quem postou a mensagem

Jt10

Imagem: Pixabay

Simone Guedes é psicopedagoga e atua no NAAPA – DRE Jaçanã/Tremembé

Marcela Sacomam é psicóloga e atua no NAAPA – DRE Jaçanã/Tremembé

 

 

 

Prof Adriane Contadora De Votos
19/01/2022 às 11h32

SLAM DO PADRE

Por equipe  NAAPA – DRE Penha   Você sabe o que é SLAM? Já participou de algum? O Slam é […]

Smdesc4
08/11/2021 às 11h32

NÃO, é NÃO!

Por Vivian Pires   A adolescente G. da turma do 7° ano foi surpreendida por um colega que, sem permissão, […]

Urubu2
05/01/2022 às 11h31

A saga Zeca Urubu

Por Vileide Aparecida Clemente de Oliveira Crônica: A SAGA ZECA URUBU Aventura é pouco! O que fazer ao deparar-se com […]