PARA QUEM CUIDA

A potência dos bons encontros

Publicado em: 09/03/2022 às 15h08
Ações

Por Equipe Naapa – DRE Santo Amaro

 

Em agosto de 2021 o NAAPA Santo Amaro realizou um encontro virtual com uma EMEF do território. Na oportunidade, a coordenadora pedagógica da Unidade juntamente com os docentes relatou a situação de alguns estudantes do Ensino Fundamental acolhidos em uma Casa Lar, que estavam desmotivados e muito resistentes com a volta às aulas, suas faltas eram constantes e a participação online, mínima.

Nosso primeiro passo enquanto equipe do NAAPA foi entrar em contato com a equipe técnica da Casa Lar e dialogar sobre a situação. Durante o diálogo algumas questões foram relatadas, tais como: a falta de interesse dos estudantes, suas dificuldades emocionais, bem como aspectos gerais e questões cotidianas da Casa Lar.

O segundo passo foi realizar reuniões presenciais com a equipe técnica da Casa Lar, oportunidade em que pudemos também observar os adolescentes na Casa. Iniciamos o diálogo com os estudantes, perguntamos sobre a escola, tentamos combinar com eles um dia para a retomada das aulas. Um dos estudantes logo nos respondeu: “-Eu vou, eu vou amanhã!”. Contudo, sua irmã não nos olhava nos olhos e nada respondia quando lhe perguntávamos se iria retornar à escola, com olhar entristecido e comportamento apático, permanecia em silêncio.
Ligamos para a escola e fomos informados de que o estudante que havia se comprometido em ir à aula no dia seguinte, realmente havia ido. Essa foi nossa primeira conquista, ficamos felizes com a notícia.

Na oportunidade, contamos com a parceria da estagiária Marina Simons Barbosa de Oliveira, aluna do curso de psicologia da PUC São Paulo. A mesma logo se interessou pela situação dos adolescentes e passou a participar das discussões de caso e das visitas presenciais à Casa Lar. Desta parceria surgiu o Plano de intervenção: “O corpo em movimento e uma expressão de si”

A ideia central do Plano foi usar o corpo como estratégia de intervenção para propor diálogo e motivação aos adolescentes. Sendo assim, marcamos um encontro com os estudantes e funcionários da Casa Lar, para propor uma atividade lúdica envolvendo objetos como disparadores para reflexões e discussões.

Marcada a data e o horário da atividade, logo fomos advertidas pela equipe técnica da Casa Lar de que a participação dos adolescentes poderia ser mínima, entretanto, após o início da atividade, a roda foi ficando animada. Mais adolescentes foram chegando espontaneamente para participar. Ao final da atividade até os funcionários estavam participando, a adolescente que não nos olhava, nem falava conosco, estava sorrindo e conversava alegremente.Ações2

Imagem: Pixabay

Ao nos despedirmos, a estudante saiu correndo em direção ao segundo andar da Casa, para acenar do alto, sorrindo e dizendo: “Tchau, tchau, quando vocês voltam?”. Há planos de continuarmos com as intervenções, utilizando corpo e movimento para incentivar o desenvolvimento e a aprendizagem dos adolescentes. Sabemos que há um longo caminho a percorrer no processo de resgate da situação de escolarização dos estudantes, mas a primeira semente foi plantada.

“Ao sairmos da Casa Lar a estudante estava na janela sorrindo e acenando para nós…ganhamos o dia”.

Soraia Dib

Sa

Equipe Naapa: Marli de Oliveira Marcolan, Soraia Regina Dib, Érika Utimura, Ana Claudia de Paula, Paula Augusta Bettio Sanches, Mariangela Alves Feitoza Fernandes, Débora Cardoso.

 

 

Ações para prevenção e intervenção ao uso de drogas
26/05/2022 às 14h57

Ações para prevenção e intervenção ao uso de drogas

Por Gisele Oliveira de Brito e Regina Lopes de Lima Baldi   A partir das situações complexas relacionadas às questões […]

Direito a ser ouvido
28/03/2022 às 11h32

Direito a ser ouvido

Por Equipe NAAPA – DRE Freguesia/Brasilândia   No contexto escolar em uma pandemia, depois de um período do ensino remoto, […]

Hearts G5937c2465 1920
14/10/2021 às 19h56

Porque eu me importo com o outro: solidariedade em ação

Porque o outro importa: solidariedade em ação